"Como ocorria em faladores Rosa Antuña assume um papel específico: além de dançar, canta e balbucia um idioma inventado - como um ser falador. A quem é dado um lugar diferenciado, à altura das ressonâncias e experimentações dos seus, digamos assim, canais de expressão.
Mais que bailarina, uma artista em plenitude" - Miguel Anunciação para o Hoje em Dia - Belo Horizonte

PRÓXIMAS APRESENTAÇÕES E WORKSHOPS

2015
* Belo Horizonte:
- 22 de setembro - CRModa - A Mulher que Cuspiu a Maçã - 19:30h (Cena-Música)
- 20 de agosto - CC Vila Santa Rita - A Mulher que cuspiu a Maçã - 19:00h (Cena-Música)
- 18 de agosto - CCJardim Guanabara - A Mulher que cuspiu a Maçã - 19:00h (Cena Música)
- 17 de julho - CRModa - A Mulher que Cuspiu a Maçã - 21:00h (Cena Música)
- 7 a 10 de maio - CCBB - A Mulher que Cuspiu a Maçã - ESTREIA NACIONAL

* Brasília
- 22, 23 e 24 de abril - Teatro da Caixa - Trilogia do Feminino

2014
* Holstebro, Dinamarca:
- 12 e 17 de dezembro - A Mulher que Cuspiu a Maçã, direção Roberta Carreri - (Núcleo de Criação Rosa Antuña) - Ensaio Aberto - work in progress - Odin Teatret

sábado, 10 de setembro de 2011

simplicidade

Queria poder apenas existir. Apenas viver. Apenas respirar. Vivendo um dia de cada vez. E todos estão correndo tanto o tempo inteiro... Todos estão aflitos para se tornarem alguém... sinto que aqueles que não se preocupam com isso são tão mais felizes... poder apenas ser. E ser é tudo. Talvez todos aqueles que correm tanto para se tornar alguma coisa estejam sem recheio... Então buscam ter, possuir coisas, se tornar importantes... talvez apenas estejam sem recheio...
Quem sabe a felicidade já esteja debaixo do nosso nariz nas coisas mais simples da vida?
Talvez respirar a simplicidade da vida seja algo que nos preencha... de dentro pra fora.