"Como ocorria em faladores Rosa Antuña assume um papel específico: além de dançar, canta e balbucia um idioma inventado - como um ser falador. A quem é dado um lugar diferenciado, à altura das ressonâncias e experimentações dos seus, digamos assim, canais de expressão.
Mais que bailarina, uma artista em plenitude" - Miguel Anunciação para o Hoje em Dia - Belo Horizonte

PRÓXIMAS APRESENTAÇÕES E WORKSHOPS

2015
* Belo Horizonte:
- 22 de setembro - CRModa - A Mulher que Cuspiu a Maçã - 19:30h (Cena-Música)
- 20 de agosto - CC Vila Santa Rita - A Mulher que cuspiu a Maçã - 19:00h (Cena-Música)
- 18 de agosto - CCJardim Guanabara - A Mulher que cuspiu a Maçã - 19:00h (Cena Música)
- 17 de julho - CRModa - A Mulher que Cuspiu a Maçã - 21:00h (Cena Música)
- 7 a 10 de maio - CCBB - A Mulher que Cuspiu a Maçã - ESTREIA NACIONAL

* Brasília
- 22, 23 e 24 de abril - Teatro da Caixa - Trilogia do Feminino

2014
* Holstebro, Dinamarca:
- 12 e 17 de dezembro - A Mulher que Cuspiu a Maçã, direção Roberta Carreri - (Núcleo de Criação Rosa Antuña) - Ensaio Aberto - work in progress - Odin Teatret

segunda-feira, 29 de abril de 2013

29 de abril - DIA INTERNACIONAL DA DANÇA!

29 de abril - Dia Internacional da Dança!

10:00hs - apitaço em frente à câmara
14:00hs - apitaço na Praça da Liberdade
18:00hs - apitaço na Praça da Estação e Jam Session

Venham com seus figurinos, roupas de tango, salsa, flamenco, dança do ventre, tutus, túnicas, ou venham com roupas de ensaio, de cóqui, trança, cabelo solto, venham de sapatilhas, pontas, saltos, tênis, coturnos ou descalços... mas venham!
Tragam aquelas bolsas enormes de bailarinos que ficam o dia todo fora de casa e carregam o mundo nas costas! Ou venham sem nada, sem documento algum... mas venham!!

Precisamos de todos. A hora é agora.

Que venham bailarinos, pensadores, professores, coreógrafos, estudantes, profissionais ou amadores, venham também os admiradores! Venham os patrocinadores!
Venha quem dança só porque gosta e venha quem dança porque precisa...

Venham todos! A hora é agora.

Somos muitos e isso precisa ser visto. Estamos aqui. Sabemos quem somos, o que fazemos e o que merecemos. É hora de nos unirmos em prol da conquista de leis mais justas para quem vive de dança. Mas para isso, precisamos do apoio de todos para que possamos continuar dançando para vocês... para que possamos continuar ensinando as pessoas a dançarem livres!

A Dança é a Arte do Sublime e ao mesmo tempo é a Arte da Terra. É a Arte da conexão entre corpo, sentimento, espírito, mente... A dança agrega, a dança une as pessoas. A dança atua no desenvolvimento do ser humano e por isso ela é algo fundamental para o crescimento cultural e sensível de um povo. A dança humaniza as pessoas. Em tempos de tanta violência e loucura, não seria a dança um caminho para o equilíbrio do ser? Um caminho para despertar o amor, a alegria, a doçura?

Minha religião é a Dança. Meu partido é a Dança.
E é para que ela possa se manifestar cada vez mais que convido a todos para virem dançar conosco no dia 29 de abril DIA INTERNACIONAL DA DANÇA!

Filmem, fotografem, escrevam sobre isso, registrem, postem no youtube, vimeo, facebook e blogs, jornalistas, nos apoiem! Precisamos de apoio!!!

Que haja dança em nossas vidas!


Rosa Antuña

foto: Jorge Etecheber do solo Mulher Selvagem

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Dança - renovação já

Participei no sábado da primeira reunião do Forum de Dança de Minas Gerais. Foi na Escola do Corpo. 30 pessoas estavam presentes e isso foi muito bom.
Muitas questões discutidas... muitas reflexões...e o que percebo:

- precisamos de profissionais tecnicamente qualificados para nos representarem politicamente
- precisamos de profissionais tecnicamente qualificados para nos orientarem quanto às medidas que devemos tomar em busca das questões que precisamos solucionar.

Nós somos bailarinos, professores, coreógrafos... mas precisamos entender de direito, ciência política, economia... e sinto que como ainda não temos experiência e qualificação, muitas vezes damos algumas voltas até chegar em um ponto relevante para a solução de um problema.

Sinto falta que mais pessoas cooperem conosco, com a classe da dança. Pessoas que entendam como funciona nosso sistema político. Pessoas que conheçam os melindres das nossas leis, mas também que sejam pessoas apaixonadas por dança e que realmente vejam a dignidade do profissional de dança e o ajude de verdade a encontrar outros caminhos pra resolver seus obstáculos.

Nós, profissionais de dança PRECISAMOS estudar mais e pesquisar mais para aprender sobre nosso sistema político. E PRECISAMOS que profissionais que já sejam qualificados para isso se aproximem. Venham às nossas reuniões. Precisamos de boas ideias e de soluções! Problemas já existem muitos, as queixas, já sabemos quais são.

É urgente que o pensamento se renove sobre o que é dança como produção de conhecimento. Percebo que pessoas que ocupam cargos de poder e liderança que poderiam abrir portas para uma verdadeira melhoria legislativa e cultural para o profissonal de dança, muitas vezes não entendem absolutamente nada de dança. E o pior, além de não entender, não respeitam o profissional de dança. E isso acontece em diversos setores. Infelizmente a dança ainda é vista pela maioria política e empresarial como mero entretenimento banal e dispensável.

Precisamos encontrar caminhos para mudar esse padrão arcaico de pensamento. E poderemos mudar isso, a partir de nossas discussões, reflexões, reuniões... e precisamos de pessoas de diversas áreas para que nossa construção de pensamento fundamente-se em uma maneira globalizada de pensar. Precisamos ensinar a quem não sabe a importância da dança na cultura e na formação de um indivíduo. Dança como produção de conhecimento. E não apenas como entretenimento.

Convido a todos que lerem este texto a refletirem sobre isso e a escreverem aqui seus comentários e pensamentos. Compartilhem. É urgente.
A Associação Dança Minas e o Forum Permanente de Dança precisam da participação de todos. É muito trabalho e somos nós que iremos transformar isso, a partir de nossas ações de agora. Façamos já.

Estamos juntos.

Rosa Antuña

segunda-feira, 8 de abril de 2013

ESTREIA de NÔMADE!

Estreia é sempre estreia...
Na véspera, dia 3 de abril, eu estava com um frio na barriga que não passava!

Mas quando chega o dia, quando entro no teatro já me sinto melhor. Passamos o som, a luz, Mário fez alguns últimos ajustes conosco... e quando vimos, já era hora de maquiar e colocar o figurino para entrar em cena! Ai!!! Adrenalina total!!!

Demos as mãos, como sempre fazemos, nos concentramos, nos conectamos e pronto! Fomos para a frente do teatro, pois neste trabalho entramos pela plateia.

 O espetáculo fluiu... a plateia em silêncio absoluto... Os novos integrantes do grupo (Gustavo, Marcella e Alicia) se sairam muitíssimo bem!

Deu tudo certo! Com a luz, som...

E de repente... fim. Aplausos.
Ficamos muito emocionados...

Mário agradeceu a todos, a Belo Horizonte... ele estava realmente comovido. 15 anos de Cia MN... e houve momentos muito difíceis onde chegamos a pensar que o grupo não resistiria... mas resistiu. Com dinheiro ou sem dinheiro, fazendo chuva ou sol, com lugar pra ensaiar ou sem lugar pra ensaiar, com crise ou sem crise... sempre uma força nos moveu pra frente.

E o Mário colocou a vida dele nisso. E seguiu em frente e quem quisesse que o acompanhasse. E foi por isso que chegamos aqui. E encontramos muitos parceiros no caminho que nos ajudaram, que nos estimularam, que nos apoiaram e orientaram. E foi por isso que chegamos aqui. E tivemos muitos obstáculos que nos fortaleceram. E foi por isso que chegamos aqui. E tivemos muita luz e inspiração. E foi por isso que chegamos aqui.

Bem! E agora é hora de comemorar com os amigos, familiares, colegas e pessoas queridas!
Viva os 15 anos da Cia Mário Nascimento!!!