"Como ocorria em faladores Rosa Antuña assume um papel específico: além de dançar, canta e balbucia um idioma inventado - como um ser falador. A quem é dado um lugar diferenciado, à altura das ressonâncias e experimentações dos seus, digamos assim, canais de expressão.
Mais que bailarina, uma artista em plenitude" - Miguel Anunciação para o Hoje em Dia - Belo Horizonte

PRÓXIMAS APRESENTAÇÕES E WORKSHOPS

2015
* Belo Horizonte:
- 22 de setembro - CRModa - A Mulher que Cuspiu a Maçã - 19:30h (Cena-Música)
- 20 de agosto - CC Vila Santa Rita - A Mulher que cuspiu a Maçã - 19:00h (Cena-Música)
- 18 de agosto - CCJardim Guanabara - A Mulher que cuspiu a Maçã - 19:00h (Cena Música)
- 17 de julho - CRModa - A Mulher que Cuspiu a Maçã - 21:00h (Cena Música)
- 7 a 10 de maio - CCBB - A Mulher que Cuspiu a Maçã - ESTREIA NACIONAL

* Brasília
- 22, 23 e 24 de abril - Teatro da Caixa - Trilogia do Feminino

2014
* Holstebro, Dinamarca:
- 12 e 17 de dezembro - A Mulher que Cuspiu a Maçã, direção Roberta Carreri - (Núcleo de Criação Rosa Antuña) - Ensaio Aberto - work in progress - Odin Teatret

sábado, 29 de novembro de 2014

2 - Copenhagen

Chegamos em Copenhagen.
Saímos do avião e caímos sem saber como, num free shopping gigantesco!!! Rodamos por ali, como duas baratas tontas. Lembramos que tínhamos que pegar nossas bagagens. Com dificuldade encontramos o lugar, mas nossas malas não estavam lá… fomos pedir informação e lá estavam elas, nossas malinhas. nos esperando como crianças que se perderam das mães… demoramos demais olhando o free shopping… ainda bem que não temos filhos.

Saímos do aeroporto e bem em frente estava o ponto do ônibus que nos levaria ao hotel. Eram 16:00hs e já era noite. Gelado. Um vento que doía nossos ossos. Estávamos bem agasalhadas, mas parecia que não.

Chegamos no Bella Sky Conwell Hotel. Escolhemos pela internet. Parece uma base intergaláctica na Terra! Modernérrimo! Adoramos! Muito bem atendido, tudo tecnológico, colorido, prático. O quarto é lindo. Um design incrível!

Tomei banho, tomei meus suplementos alimentares e às 18:00hs dormi. Nem vi a Duda. acordei no outro dia, com o despertador, às 8:30hs da manhã!

Tomamos café às 10:00hs. Um lugar enorme e lotado, mas super organizado! Um café da manhã como nunca vi igual! Tinha para todos os gostos!!! Eu consegui comer o que costumo comer na minha rotina.  Fiquei extremamente feliz. Tudo prático!

Subimos e começamos a gravar algumas cenas para o filme no banheiro.
Sim. Ainda tem um filme nessa história.

Depois fomos conhecer o Tivoli Park! Incrível! E todo enfeitado de Natal, parecia um sonho! E as crianças dinamarqueses parecem de brinquedo! Louras, com bochechas vermelhas! Aliás, adorei o povo dinamarquês! Animados, gentis, bem-humorados… pena que não tínhamos tempo para ficar mais em Copenhagen, pois vale à pena!

À noite gravamos mais algumas imagens pro filme, no Hotel. Dia seguinte pegaríamos o trem pra Holstebro, Dinamarca, onde fica o Odin Teatret.

1 - Início da viagem, início de um processo...

Nova etapa se inicia.
Há um ano estou na pesquisa para meu próximo solo "A Mulher que Cuspiu a Maçã". Ele encerrará a "Trilogia do Feminino" que começou com "Mulher Selvagem" e em seguida com "O Vestido".
Nos últimos meses intensifiquei a pesquisa do solo, que começou com a leitura do livro "A Cama na Varanda", de Regina Navarro Lins. Mais textos, pesquisa de movimento, início de algumas cenas, estudos vocais, ideias para figurinos… e claro, dúvidas, conflitos existenciais, ansiedade e medo.

Entro agora em uma nova etapa deste processo criativo.

Dia 27 de novembro meus pais me acompanharam, mais uma vez, até o aeroporto de Confins. Recebo deles um apoio incondicional que sempre me conforta e graças também a esse apoio pude não desistir da carreira que escolhi.
Partimos, Duda e eu, do Galeão, Rio de Janeiro, para Copenhagen, via Paris.
O voo foi em permanente turbulência suave… mas o suficiente para não dormirmos muito bem. Senti também que estava bastante apertada a classe econômica… a distância entre as poltronas está cada vez menor. Ao menos o jantar foi bom (ou talvez minha fome estivesse enorme). Assisti Malévola pela segunda vez. rs…

Descemos em Copenhagen (sempre é uma profunda sensação de alívio esse momento em que o avião toca terra firme). Chegamos às 8:00hs, nosso voo para Copenhagen seria äs 13:00hs apenas.

Algumas voltas pelo Charles de Gaulle… um lanche e fomos pro portão de embarque tentar dormir um pouco. 

Um certo mau humor pairava sobre nós. Nada que uma boa noite de sono não resolvesse!