Postagens

Pedra Bruta

Imagem
A pedra bruta é o coração que ficou duro por ter deixado o mar que vivia nele transbordar por completo.
O mar derramado pelos olhos deixou um rastro de sal.
O coração ficou seco e duro.
Mas seguindo o rastro de sal talvez possamos encontrar o oceano transbordado e mergulhar nele, como quem mergulha no coração do universo.



foto: Duda Las Casas

Números e Arte

Imagem
Estou virando empresária!
E isso tem sido inevitável. Foi a própria vida que trouxe um vento perfumado com números, planilhas, metas e pastinhas.
Compreendi que a arte é o que tenho para oferecer para o mundo. A arte é meu pão-de-queijo-receita-secreta-da-minha-avó. E sem estrutura não adianta nada. Sem planejamento financeiro não adianta nada. Sem organização, sem equipe, sem dinheiro não adianta nada.
A arte continua sendo arte.
O mais difícil é transformar um artista em empresário.
É quase injusto. São funções da mente muito diferentes.
Mas também não adianta reclamar.
É preciso resolver. Sobreviver. Persistir. Perseverar.

Mas sem perder o perfume de alfazema...


foto: Duda Las Casas

Ter ou não Ter?

Imagem
Uma questão que foi para mim um dilema por algum tempo foi ter ou não ter filhos. Metade de mim queria muito e a outra metade não queria de jeito nenhum. Eu e meu companheiro estamos juntos há três anos e ele sempre me deixou à vontade para definir isso.

Sou filha única, ou seja, também sem chance de ter sobrinhos (tenho certeza que eu seria uma tia muuuito legal!).

Mas só agora parece que saí do conflito e da dúvida que tinha. Minhas metades se entenderam. Eu não quero ter filhos, e a metade que queria compreendeu e aceitou isso, pensou melhor e concordou com a decisão.

Meus filhos são meus trabalhos. Minha energia é dedicada à Arte. Preciso estar disponível para Ela.

Por outro lado, meu companheiro já tem filhos lindos, que eu adoro, inclusive uma pequenininha que chegou de surpresa, trazida na cauda de um cometa. São meus presentes!

Acho que ficou perfeito!

foto: Duda Las Casas

Novo ciclo!

Imagem
E finalmente os 41 chegaram! Fim do inferno astral! E principalmente nos últimos quinze dias fiz uma profunda reavaliação da minha vida. Se há um ano atrás em meu aniversário de 40 anos eu passava por uma fase mais conturbada, hoje, um ano depois, tenho paz nessa mudança de ciclo. A transição dos 39 para os 40 anos foi um muro alto, difícil de escalar. A vida me sacudiu. Fui obrigada a rever meus conceitos, sonhos, expectativas, crenças... fui obrigada a reavaliar meu posicionamento no mundo e comigo mesma. Tive que me escanear. Tive que fazer escolhas. Tive que amadurecer... assim, meio na marra! Comecei a ver a vida de uma maneira que nunca havia visto antes.
E agora na transição dos 40 para os 41 encontrei uma escada segura. Subi degrau por degrau com calma. E cheguei!


De volta ao Blog!!!

Imagem
E volto a escrever hoje no blog!

Mais de três anos desde a última postagem! Coincidência ou não, a última postagem foi dia 9 de junho de 2015 e no dia 12 de junho de 2015, foi quando comecei a me relacionar com meu atual companheiro! Andei ocupada...rsrsrs. Mas realmente fizemos muitas viagens, fomos para Budapeste, Dinamarca, viajamos muito pelo Brasil, inclusive para a Amazônia. Quase sempre à trabalho, mas sempre aproveitando para conhecer lugares e pessoas incríveis. Aos poucos compartilharei aqui.

Nestes últimos três anos, além da minha dedicação ao meu relacionamento (o que se pode esperar de uma mulher com Sol e Lua em câncer e Ascendente em peixes?), também comecei a usar muito mais o Facebook e o Instagram para compartilhar as experiências de viagem e trabalho, além dos dois outros blogs que administro, o da Cia Mário Nascimento e o do meu Núcleo de Criação - www.ciamn.blogspot.com.br e www.nucleoantuna.blogspot.com.br .

E além disso, nestes últimos três anos o país mudou mui…

5 - sobre A Mulher que Cuspiu a Maçã, por Prof José Maria Santos

Depois de assistir a apresentação do espetáculo  “A Mulher que Cuspiu a Maçã”, o Prof. José Maria Santos enviou suas impressões em mensagem que o blog Ociosidades&Bagatelas faz questão de postar: Caro amigo Nilseu, Escrevo-lhe a fim de agradecer-lhe o presente recebido na forma de um convite para assistir ao espetáculo "A Mulher que Cuspiu a Maçã", apresentado por Rosa Antuña. Fiquei mesmerizado do primeiro ao último minuto. Perfeita é o adjetivo para apropriado para sua performance. Ela demonstrou ser uma artista incrível, capaz de executar um solo de uma hora sem deixar de dominar o espaço do palco por um minuto sequer, usando apenas o corpo como expressão de múltiplas emoções e retirando de um número limitadíssimo de objetos simples (uma necessaire, um par de sapatos, uma escova de dente, uma calcinha sexy e um pedaço de tecido) uma quantidade inacreditável de significados e potencialidades. Esse é um espetáculo que enobrece o termo "modernidade", tão vilipend…

4 - A força que elas têm - por Malluh Praxedes

Um fim de semana atípico: sexta-feira assisti ao show de Mônica Salmaso )ao lado de Dori Caymmi) interpretando o incomparável Dorival, Maria Brthânia completando 50 anos de carreira e a interpretação de Rosa Antuña com o espetáculo "A mulher que cuspiu a maçã". Sábado era dia de Maria Bethânia no show "Abraçar e Agradecer" em que comemora os 50 anos de carreira, que começou lá com a música 'Carcará'...
(...)
Domingo, dia das mães. Fim de noite e vou lá para o Teatro CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil para assistir a última apresentação de Rosa Antuña com seu espetáculo "A mulher que cuspiu a maçã". Não, não há muito o que falar. É preciso assistir para se emocionar do princípio ao fim. Quarenta e cinco minutos de adrenalina e comoção. Como pode uma única criatura em cena transformar a vida num ir e vir de ser e não ter e querer e escolher e pedir e desistir e envolver e sensualizar e jogar o resto da maçã para o ar. Assim é o resumo desse espetá…